futuroFim de ano é uma boa época para os profissionais olharem não para o que passou, mas para o futuro (eu diria presente), para que o devem aperfeiçoar para conquistar melhores resultados.

Se você tem essa preocupação com o seu futuro profissional, saiba que, de uma forma geral, não importa mais somente o que você sabe fazer, e sim o quão rápido você aprende algo novo.

De acordo com um recente relatório nos EUA, as horas trabalhadas em tarefas físicas ou manuais terão uma redução de 14% até 2030. Movimento parecido acontece com tarefas que requerem habilidades cognitivas básicas. Ambas as habilidades são facilmente substituídas por automação já hoje em dia.

O que estará em alta são habilidades cognitivas avançadas, com crescimento de 8%, habilidades sociais e emocionais, com aumento de 24%, e, por fim competências tecnológicas, com alta de 73%.

Estamos falando de um mercado que irá automatizar funções físicas e lógicas e realocar os profissionais para funções gerenciais, tanto de máquinas como de processos exclusivamente humanos, que contenham variáveis emocionais que as máquinas não possam prever.

Diante disso, vou listar as 5 principais habilidades do profissional do futuro:

1) Neuroplasticidade – É importante quebrar a ideia de que você já sabe o suficiente e começar logo a se colocar em novas experiências de aprendizado e de vivências. Só assim o seu cérebro estará apto a se abrir novamente para aprender coisas novas, é um chamado para sair da tal “zona de conforto” e ir para a zona de confronto ao desconhecido.

2) Você está pronto para abraçar o mundo? Os sistemas de comunicação online expandiram a capacidade das empresas de compor times com pessoas de vários lugares do mundo. Por isso, além dos idiomas, é importante que você esteja preparado para lidar com diferentes culturas e ter a capacidade de criar conexões.

3) Você é um profissional focado? E quando o trabalho acontece na sua casa? O trabalho remoto é tendência e os profissionais devem investir no aprendizado de saber como lidar com tecnologias básicas. O principal desafio é como aprender a ser o próprio chefe e estabelecer prioridades, e investir na própria capacitação.

4) Pensamento estratégico e empreendedorismo – Não basta apenas enxergar e sonhar. Nada acontece sem um bom plano de ação e força de vontade suficiente para fazer acontecer.

5) Criatividade – Os profissionais do futuro estão sendo convidados a se envolverem com os problemas e, inclusive, com os erros ao tentar solucioná-los. Não se frustre na primeira negativa, investigue e invista toda a sua atenção mais animada para encontrar uma solução criativa.

Fique de olho! Além dessas habilidades, o mercado também espera que os profissionais desenvolvam uma boa comunicação, habilidades tecnológicas e capacidades de negociação.

E então, você está pronto para as novas exigências do mercado?

<span>%d</span> bloggers like this: